Empresa 

A MAN estabelece uma produção própria de camiões própria, na Rússia

Assinado Memorando de Entendimento com a cidade de São Petersburgo.

A MAN vai fabricar, na Rússia, camiões para o mercado nacional e outros países da CEI. A 14 de Abril de 2011, o porta-voz da direção da MAN Truck & Bus AG, Dr. Georg Pachta-Reyhofen e a Governadora da cidade de São Petersburgo, Walentina Matwijenko, assinaram um Memorando de Entendimento. O conteúdo da declaração de intenções assinada inclui um investimento planeado por parte da MAN Truck & Bus numa produção própria no valor de cerca de 25 milhões de euros, assim como a fundação de uma nova sociedade de produção MAN em São Petersburgo. A médio prazo está prevista uma capacidade de produção anual de cerca de 6.000 veículos, em São Petersburgo. A assinatura ocorreu no âmbito de uma visita do Primeiro Ministro do Estado da Baviera, Horst Seehofer, a São Petersburgo.

"A Rússia tem um potencial de crescimento muito grande e tem um papel central no contexto da nossa estratégia de internacionalização. Enquanto fabricante local e com a consequente proximidade com o mercado e os clientes, temos as melhores condições para participar a longo prazo na procura crescente de veículos comerciais da Europa de Leste", disse Dr. Pachta-Reyhofen após a assinatura do Memorando de Entendimento. "A favor de São Petersburgo jogam sobretudo as condições-quadro vantajosas das infra-estruturas e a evolução da indústria automóvel", diz Lars Himmer, gerente da MAN Truck & Bus, na Rússia. "Iremos estabelecer a nossa linha de produção provisoriamente num edifício já existente, o que nos vai poupar a prolongada fase de construção e arranque", continua Himmer. A cidade de São Petersburgo declara no Memorando de Entendimento apoiar o abastecimento de eletricidade, água e gás necessário para a fábrica, assim como a melhoria e conservação das estradas de acesso à nova fábrica MAN.

Já em 2012, aproximadamente um quarto das vendas de camiões na Rússia deverão ser provenientes da produção local. Além disso, a MAN vai aumentar a participação local e para esse efeito, vai permitir o desenvolvimento de fornecedores locais.

No passado, a MAN participou de forma extraordinária no crescimento do mercado russo. Com uma quota de mercado superior a 30 por cento nos camiões acima das seis toneladas, importados da Europa e mais de 50 por cento de autocarros interurbanos e de turismo com mais de 12 metros. No ano de 2010, a MAN aumentou a sua população de veículos para mais de 45.000 matriculados e é líder na Rússia, no mercado de camiões e autocarros importados.