Camião  |  Eventos & Feiras 

Desobstruir. Lavar. Limpar.

A MAN apresenta veículos, serviços, leasing e opções de financiamento como soluções integradas para aplicações municipais na feira IFAT 2016.

Limpar folhas na rua com a ajuda de um veículo varredor, recolher resíduos com um veículo de recolha de resíduos, remover contentores cheios de materiais recicláveis com um porta-contentores com báscula roll-off - actividades deste tipo dependem dos veículos utilizados no sector da eliminação de resíduos, na manutenção de estradas ou na limpeza de neve e aplicação de sal nas estradas durante o Inverno. Flexibilidade, economia de custos, consciência ambiental, exequibilidade, eficiência, fiabilidade – estas são apenas algumas das elevadas expectativas que os municípios e os operadores têm em relação aos nossos veículos. É em redor destes critérios que a MAN preparou o seu stand na IFAT 2016. As nossas soluções práticas podem ser encontradas no stand da MAN na maior feira do mundo para os sectores da água, águas residuais, resíduos e gestão de matérias-primas, que decorreu em Munique, entre 30 de Maio e 3 de Junho de 2016.

A eficiência na operação e manutenção de veículos começa no momento em que o operador e o município escolhem a combinação personalizada ideal de veículo e carroçaria: a MAN oferece uma vasta gama, desde as 7,49 até às 41 toneladas, nas séries de camiões TGL, TGM, TGS e TGX. É apenas através da interacção estreita entre o chassis MAN, as carroçarias específicas do sector e o equipamento adicional que a eficiência entra realmente em acção.

Os quatro veículos exibidos no stand da MAN na feira demonstram toda a sua flexibilidade através da combinação com a carroçaria, a consciência ambiental em resultado da eficiente tecnologia de controlo de emissões Euro 6, e a economia de custos, graças a uma transmissão concebida especificamente a pensar nos requisitos do sector.

Flexibilidade – veículo municipal MAN TGM 13.250 com carroçarias intermutáveis

Um veículo varredor é, geralmente, utilizado durante os períodos secos do ano. No caso de queda de neve, o veículo, particularmente dispendioso em termos de aquisição e manutenção, fica inactivo. Da mesma forma, um veículo de limpeza de neve, com a sua unidade dispersora, geralmente é utilizado apenas durante alguns meses no ano. Um camião basculante, por outro lado, é utilizado ao longo de todo o ano para uma grande variedade de tarefas de transporte.

Um veículo varredor típico utiliza um chassis 4x2, tem um volante à direita e requer espaço entre os eixos para acessórios. Os veículos de limpeza de neve e os camiões basculantes típicos são camiões de tracção integral com o volante do lado esquerdo e uma placa de fixação instalada na dianteira para o limpa-neves. A implementação do conceito de veículo universal também se tornou mais difícil desde que a introdução da norma de redução de emissões Euro 6 reduziu o espaço para instalação de acessórios na estrutura do veículo.

A solução: um chassis - três tarefas. Esta gama de combinações assegura flexibilidade, eficiência e economia de custos. O chassis é utilizado de forma ininterrupta, o que garante níveis mais elevados de utilização do veículo para o operador e permite aos municípios obter um maior retorno do investimento de aquisição.

“Estamos a apresentar um veículo verdadeiramente multifuncional no nosso stand: o TGM 13.250 4X4 BL com caixa móvel. Esta operacionalidade durante todo o ano representa um valor acrescentado significativo, especialmente para municípios mais pequenos. É aqui que a vasta experiência da MAN no sector municipal e as suas relações com os fabricantes de carroçarias realmente compensa. Procuramos sempre encontrar uma solução, quer em termos técnicos e no próprio fornecimento do serviço, que cumpra os requisitos mais exigentes do cliente”, explica Ann-Kathrin Kieler, responsável pela gestão do fabrico de carroçarias para o sector municipal da MAN Truck&Bus.

Como uma unidade de caixa móvel, o veículo MAN TGM 13.250 4x4 BL de tracção integral pode acomodar um veículo varredor ou um camião basculante com um dispersor para serviço de limpeza de neve instalado. A grande inovação para a feira IFAT de 2016 consiste na preparação de veículos à saída da fábrica da MAN, que permite que as carroçarias sejam trocadas rápida e facilmente. Um veículo varredor requer espaço livre entre os eixos para a instalação dos rolos de escova, das escovas circulares e de toda a estrutura de sucção de resíduos. Por este motivo, a MAN reposicionou o sistema de escape Euro 6 para incluir o tubo de escape, o depósito de ar comprimido e a caixa de bateria num suporte atrás da cabine. O depósito de gasóleo foi mudado para o lado esquerdo, deixando espaço no lado direito da estrutura para a unidade de varrimento. A MAN fornece um depósito central para todas as unidades de consumo em cada estrutura de carroçaria, em alternativa a depósitos individuais de fluido hidráulico. Também existe espaço disponível para este depósito no chassis.

A transmissão integral não só garante a propulsão necessária para um camião basculante fora de estrada, mas também no Inverno, em intervenções de limpeza de neve. Além disso, assegura uma distância ao solo disponível sob a estrutura para o equipamento de varrimento e sucção. O âmbito da entrega inclui o equipamento de serviço de limpeza de neve com placa de fixação na dianteira, em conformidade com a norma DIN 15432, sistema de sinalização de velocidade na faixa para a unidade espalhadora, iluminação e indicadores de mudança de direcção elevados, e farol rotativo no tejadilho da cabine.

Uma das especialidades da série TGM com peso bruto do veículo de 13 a 15 toneladas e tracção integral é a suspensão pneumática de série do eixo traseiro. Isto torna todo o processo de troca de carroçarias ainda mais fácil. Garante a máxima protecção da carga contra vibrações e mantém a estabilidade do nível de condução. A vantagem do sistema de suspensão pneumática torna-se ainda mais notória durante o Inverno. Independentemente do estado de carga da unidade dispersora instalada, a plataforma de carga e o prato do dispersor mantêm-se sempre à mesma altura. Uma vez regulado, o padrão de dispersão não precisa de ser reajustado durante o percurso.

Esta combinação de veículo varredor, serviço de limpeza de neve e camião basculante trilateral será apresentada na IFAT na forma de um MAN TGM 13.250 4x4 BL com duas carroçarias, para ilustrar a flexibilidade da operação do veículo. Uma carroçaria de veículo varredor Faun e uma báscula trilateral Meiller serão posicionados atrás do chassis. Durante a operação como veículo varredor, o condutor tem a melhor visão possível da área de trabalho com o posicionamento do volante à direita.

Troca de mudanças automática em veículos varredores - novidade com o sistema MAN TipMatic

Como alternativa, no futuro a MAN irá também oferecer a caixa de velocidades automatizada MAN TipMatic com um programa de troca de mudança especificamente concebido para veículos varredores nas séries TGL e TGM com o motor Euro 6 de 250 CV. Isto liberta o condutor da necessidade de mudar de velocidade. Dessa forma, o condutor pode concentrar-se no tráfego, especialmente vantajoso em operações de varrimento de ruas ou limpeza de neve. O MAN TGM desloca-se à velocidade habitual de um camião entre locais de operação. A utilização do interruptor rotativo, facilmente acessível ao lado do assento, é bastante intuitiva: uma rotação permite seleccionar a marcha à frente ou a marcha-atrás. Um programa de condução individual está disponível para a operação de veículo varredor, denominado Ds.

Condução segura - ESP disponível para veículos com tracção integral

A partir de agora, a MAN oferece o ESP para veículos municipais de dois eixos com tracção integral opcional. A legislação só exige o ESP para chassis de estrada. No entanto, os camiões basculantes utilizados em operações flexíveis no estaleiro são, muitas vezes, encomendados com transmissão integral, para conseguirem dar resposta às exigências fora de estrada. Apesar disto, passam a maior parte do tempo a circular em estradas alcatroadas. O compromisso da MAN de instalar o ESP em todas as versões de tracção integral das séries TGM e TGS destina-se a aumentar a segurança.

Exequibilidade – MAN TGS 28.400, personalizado para o serviço de limpeza de neve

O MAN TGS 28.400 de três eixos oferece tracção, manobrabilidade e eficiência, e a configuração do chassis foi concebida em colaboração estreita com os utilizadores. A MAN oferece um chassis de transmissão integral à saída da fábrica com eixo de arraste direccional e elevatório. Para equipamento específico do sector no serviço de limpeza de neve, o cliente já não tem de envolver um parceiro para realizar a conversão. O terceiro eixo, concebido para uma capacidade de carga de nove toneladas, aumenta a carga útil e o comprimento da carroçaria, uma grande vantagem em termos das quantidades de sal que podem ser transportadas no serviço de limpeza de neve. O condutor irá apreciar a direcção com eixo de arrasto, que proporciona um nível elevado de manobrabilidade para um veículo com cerca de 8,5 metros de comprimento. Uma característica útil deste design é o círculo de viragem, dois metros mais pequeno (17,3 metros em vez de 19,3 metros) do que um MAN TGS de três eixos com conjunto de eixos tandem. Elevar o eixo de arraste quando o veículo está descarregado ou com carga parcial reduz o consumo de combustível e o desgaste dos pneus e, dessa forma, contribui para uma operação do veículo mais eficiente.

O âmbito da entrega à saída da fábrica também inclui acessórios específicos do serviço de limpeza de neve, como uma placa de fixação e iluminação dianteiras, interfaces eléctricas para a carroçaria e para o sistema hidráulico do serviço de limpeza de neve, e preparação para instalação de uma câmara, cuja imagem fica acessível no ecrã de navegação do painel de instrumentos.

Os veículos para serviços públicos requerem uma utilização contínua ao longo de todo o ano. Isto acontece porque os municípios e as empresas de manutenção de estradas e auto-estradas e as respectivas empresas subcontratadas limpam neve e estradas, e realizam reparações na superfície das estradas, na sinalização de trânsito e na iluminação pública, além de manterem as áreas verdes ao longo das estradas. A MAN cumpre todos estes requisitos com veículos das séries TGL, TGM e TGS com carroçaria basculante e equipamento para serviço de limpeza de neve, ao qual pode ainda ser adicionada uma grua de carga. Desta forma, também é possível uma conversão flexível para tarefas realizadas no Verão e no Inverno.

Este MAN TGS 28.400 6x4-4 BL é apresentado com um chassis com equipamento de serviço de limpeza de neve sem carroçaria, de modo a demonstrar a configuração específica do sector.

Economia de custos – MAN TGS 32.360 de quatro eixos para recolha de resíduos

Um veículo de recolha de resíduos com quatro eixos é a base para obter máxima economia de custos. Quando comparado com um veículo de três eixos, o chassis mais comprido com maior carga útil pode acomodar uma carroçaria com um volume de 28 metros cúbicos; um aumento de cerca de seis metros cúbicos. A centralização da rede de instalações de eliminação de resíduos, como aterros ou instalações de tratamento térmico de resíduos, aumentam as deslocações entre as áreas de recolha e os locais de descarga. Uma capacidade superior reduz o número de ciclos diários com as sempre morosas e longas deslocações.

A carga útil superior e a distribuição optimizada da carga por eixo são vantagens adicionais do veículo de quatro eixos. A carga útil é uma vantagem real, por exemplo, ao esvaziar contentores de resíduos orgânicos, uma vez que um metro cúbico de resíduos orgânicos pesa mais do que um metro cúbico de resíduos domésticos ou para reciclagem.

Na série TGS, a MAN fornece uma configuração de eixos 1+3, na qual o eixo do meio é o eixo motor. Os outros eixos são direccionados: um eixo principal concebido para uma capacidade de oito toneladas que pode ser elevado, permitindo a remoção da carga, e um eixo de arraste com uma capacidade de oito toneladas. As distâncias entre eixos são de 3750 + 1350 + 1450 milímetros. Outros argumentos a favor desta configuração de eixos são a elevada manobrabilidade e o desgaste reduzido dos pneus.

Num percurso de recolha de resíduos, o condutor está constantemente em movimento, a mudar de velocidade, a travar e a parar entre os pontos de recolha, embora estes se situem geralmente apenas a alguns metros de distância entre si. Além disso, tem de activar e desactivar repetidamente o sistema hidráulico para esvaziar os contentores e comprimir os resíduos. Por estes motivos, o perfil de condução num percurso de recolha de resíduos é muito diferente de outras áreas de operação de veículos comerciais. O elemento de mudança de velocidade fornecido pela MAN para veículos de recolha de resíduos de carga traseira, combinado com o sistema automatizado de mudança de velocidade MAN TipMatic, torna a vida do condutor bastante mais fácil. O controlo fixado ao apoio de braço do banco do condutor ajusta-se confortavelmente à mão. Ao pressionar o botão, o condutor consegue activar todas as funções relacionadas com a carroçaria.

O chassis do MAN TGS 32.360 8x2-6 BL apresentado na IFAT 2016 destina-se à carroçaria de um veículo de recolha de resíduos de carga traseira.

Eficiência – MAN TGM 26.340, a vantagem da carga útil na recolha de resíduos

Ao comparar as séries MAN TGM e TGS como a base para um veículo de recolha de resíduos de três eixos, o MAN TGM faz realmente valer as suas vantagens em termos de carga útil e cabine. Isto acontece porque a eficiência não é apenas medida em termos de preço - parte do custo total de propriedade (TCO) - mas também em termos da ergonomia nas operações diárias. A cómoda unidade para aceder à cabine é composta por apenas dois degraus, menos do que na série de maiores dimensões. Esta facilidade de acesso torna-se mais notória ao longo de um percurso de recolha, com as constantes subidas e descidas do veículo. A extensão de 26,5 centímetros da cabine C é uma vantagem em termos do espaço ganho para o condutor e para o acompanhante.

O MAN TGM foi concebido para suportar um peso bruto permitido de 26 toneladas e inicia um percurso de recolha de resíduos com uma carga útil de cerca de uma tonelada a mais do que o MAN TGS. Isto representa uma importante vantagem em termos de flexibilidade ao efectuar o carregamento da carroçaria de 22 m³.

Para a IFAT 2016, e novidade na série TGM, a MAN apresenta uma distância entre eixos de 4125 milímetros entre o primeiro e o segundo eixo. Esta configuração foi desenvolvida para ir ao encontro dos requisitos práticos no sentido de optimizar a distribuição do peso por todos os eixos, relativamente às descargas de resíduos pesados e à mudança do centro de gravidade da carga ao longo de todo o percurso de recolha de resíduos. Isto também inclui o eixo de arraste direccionado, concebido para uma carga de 7,5 toneladas. Desta forma é possível melhorar a manobrabilidade em estradas com muitos automóveis estacionados, bem como em ruas estreitas e em zonas urbanas com grande densidade de habitações.

O TGM 26.340 6x2-4 BL exibido no stand da MAN apresenta os controlos que tornam ainda mais eficiente a operação de um veículo de recolha de resíduos de carga traseira. Está equipado com o software MAN TipMatic específico do sector, travão de paragem e controlo no apoio de braço do banco do condutor. O veículo inclui também uma nova geração de sistemas de segurança. Estes incluem o sistema de manutenção na faixa de rodagem LGS, o assistente de travagem de emergência EBA2 e o sinal de paragem de emergência. A velocidades superiores a 60 km/h, o sistema de manutenção na faixa de rodagem LGS monitoriza a posição do veículo em relação à faixa de rodagem e avisa o condutor se este passar acidentalmente as marcas da faixa de rodagem. O sistema de travagem de emergência EBA2 equipado pela MAN já cumpre facilmente os requisitos legais mais exigentes para o Nível 2, que entrarão em vigor em Novembro de 2018 para os veículos com novo registo. No caso de uma paragem de emergência, o sinal de paragem de emergência (ESS) activa não só as luzes de travagem, mas também as luzes de emergência que piscam rapidamente (intermitência do travão de emergência) e, dessa forma, indicam uma situação de emergência aos veículos que circulam na retaguarda.

Visualização mais segura - novo sistema de entretenimento informativo com um ecrã de grande dimensão

A necessidade de ecrãs de grande dimensão na cabine é evidente na DIN 1501, a norma que estabelece os requisitos de segurança para a operação de veículos de recolha de resíduos de carga traseira. O condutor utiliza este ecrã para monitorizar o ambiente do veículo, por exemplo, em manobras de marcha-atrás. No início de 2016, a MAN irá apresentar o novo rádio de entretenimento informativo MMT Advanced. O ecrã de 7 polegadas está integrado no painel de instrumentos, o que evita a necessidade de instalação de ecrãs adicionais, o que poderia obstruir a visibilidade da estrada por parte do condutor. Uma das muitas funções do MMT Advanced consiste no registo de sinais de duas câmaras externas. Estas são activadas ao tocar num botão ou automaticamente, através da utilização de funções predefinidas. As aplicações para este sistema são variadas, e não se limitam à recolha de resíduos. Uma das tarefas tradicionais de monitorização das câmaras consiste em fornecer uma vista do padrão de dispersão e do funcionamento do espalhador de areia. A câmara lateral contribui para aumentar a segurança durante a condução em estrada. A câmara tem de ser reconvertida pela organização de vendas da MAN na Alemanha. A imagem é apresentada no ecrã quando os indicadores estão activados e a velocidade é inferior a 10 km/h.

Compatível com mais carroçarias - chassis MAN

Os veículos especializados são muitas vezes necessários para realizar operações no segmento municipal, que se inserem no slogan “Desobstruir. Lavar. Limpar”. A MAN fornece chassis configurados de fábrica para dar resposta às exigências do sector. Isto pode ser visto frequentemente nos nossos designs especializados.

Disponível à saída da fábrica - o chassis de 5 eixos que cumpre os requisitos do sector

No que toca a chassis para veículos de limpeza de esgotos e de sucção de grandes dimensões, os mercados escandinavos estão cada vez mais a voltar-se para a opção de cinco eixos. A legislação específica de cada país é muitas vezes o factor decisivo em termos do peso de veículos e eixos. Na série TGS, a MAN fornece a variante 10x4-6 num design compacto para melhorar a manobrabilidade. Da mesma forma, a MAN instala um eixo de arraste direccional e elevatório à saída da fábrica. As duas variantes de distância entre eixos disponíveis diferem em termos do segundo e terceiro eixos. Os espaçamentos são de 1795 + 2050 + 1400 + 1450 milímetros e de 1795 + 2505 + 1400 + 1450 milímetros, respectivamente. A MAN instalou um sistema de escape parcialmente elevado para optimizar a utilização do espaço entre os eixos e permitir a instalação de componentes como depósitos de gasóleo e AdBlue, caixas de bateria e depósitos de ar comprimido. O design do veículo aumenta a manobrabilidade com um peso bruto máximo permitido de 50 toneladas.

Uma história de sucesso que perdura ¬– MAN HydroDrive

A apresentação do MAN HydroDrive em 2005 marcou o lançamento da MAN no mercado de uma nova variante de tecnologia de tracção para camiões. A solução técnica de um eixo dianteiro com tracção hidrostático para aumentar a tracção sempre que necessário e para garantir um efeito de travagem mais forte em declives e superfícies inclinadas fora de estrada foi recebida com enorme interesse em muitos sectores.

As áreas de aplicação são estradas não alcatroadas e estaleiros, caminhos secundários em quintas e florestas e estradas irregulares, ou estradas cobertas por gelo e neve. A vantagem da tracção dianteira hidrostática torna-se evidente quando é necessário transpor um declive fora de estrada sem carga. Um exemplo típico consiste na descarga de um camião com báscula roll-off ou roll-on no fundo de um fosso. O eixo traseiro, agora com muito pouco carga, não tem tracção suficiente no piso inclinado.

A MAN oferece este sistema na mais vasta gama de configurações do mercado. Está disponível para veículos de dois, três e quatro eixos na série TGS e para tractores com semi-reboque de dois e três eixos na série TGX. A MAN anunciou que o design Hydrodrive pode ser encomendado nas séries TGS e TGX em combinação com o sistema de mudança de velocidade MAN TipMatic após a feira IAA 2016, em Setembro. Estão disponíveis programas de mudança de velocidade para utilização “na estrada” e “fora de estrada”. Não existem restrições de utilização dos arranques dependentes do motor e da caixa de velocidades.

A MAN tem continuado a desenvolver este sistema e a melhorar a sua operação efectiva para os utilizadores. A MAN optimizou o encaminhamento das linhas hidráulicas com a introdução do design Euro 6. A folga em redor das rodas foi aumentada para permitir jantes e larguras de pneus maiores - mesmo com as correntes de neve colocadas.

O condutor pode activar o sistema MAN HydroDrive utilizando um interruptor rotativo até sob carga e durante a condução. O sistema desliga-se automaticamente em velocidades acima de 28 km/h. O sistema é novamente activado sem a intervenção do condutor se a velocidade descer abaixo dos 23 km/h.

O benefício da carga útil em comparação com a tracção integral convencional é uma das principais vantagens do sistema MAN HydroDrive. A vantagem de peso é de 500 a 750 quilogramas, dependendo da configuração do veículo. De uma perspectiva comercial, a economia de combustível representa uma vantagem adicional - quando o sistema é desligado, as rodas dianteiras rodam livremente, tal como em qualquer veículo de estrada. A MAN também oferece esta tracção adicional para veículos com um design de altura normal. A baixa altura da estrutura faz com que seja mais fácil para os condutores entrar e sair da cabine. O baixo centro de gravidade da carroçaria tem um efeito positivo na estabilidade de condução. Todos os componentes MAN TipMatic e MAN HydroDrive encontram-se abaixo da extremidade superior da estrutura. Por conseguinte, os veículos MAN distinguem-se pelo número ilimitado de operações disponível em termos de carroçarias.

Em descidas, o sistema HydroDrive transfere o efeito de travagem do motor para o eixo dianteiro. Isto garante segurança e controlo da direcção em superfícies escorregadias, o que resulta num maior controlo do veículo.

Progresso eficiente – TopTorque para todos os MAN TGS e TGX com motores D26

Pela primeira vez numa feira do sector municipal e de gestão de resíduos, a MAN irá apresentar as melhorias efectuadas em todo o seu portefólio de motores das séries TGS e TGX para a IAA 2014. TopTorque, o regulador electrónico do binário, é uma nova tecnologia de economia de combustível que foi adicionada a todos os motores D26. O sistema de tracção do motor fornece um binário de mais 200 Nm na 11ª e 12ª velocidades. Graças ao poder de tracção mais elevado, o condutor pode conduzir durante mais tempo em velocidades superiores. Desta forma, evitam-se as reduções constantes de velocidade e a interrupção da força de tracção em inclinações ligeiras. Isto tem um efeito positivo na eficiência de transporte, incluindo um consumo de combustível reduzido, velocidades médias mais elevadas e um maior conforto de condução.

Personalizado para todas as áreas do sector - sistema de escape parcialmente elevado

A MAN oferece o chassis de quatro e cinco eixos da série TGS com um sistema de escape composto por duas partes. O filtro de partículas diesel é instalado entre os dois eixos dianteiros, e o SCR-cat é posicionado numa estrutura por detrás da cabine. A extensão da gama de variantes é uma novidade para 2016: esta versão está também agora disponível com a configuração 8x4 em combinação com as cabines L e LX mais longas.

As vantagens desta disposição passam por evitar a projecção de detritos e sujidade provocada por um tubo de escape com descarga descendente, além do espaço adicional fornecido na estrutura entre o segundo e o terceiro eixos. Este espaço livre pode ser utilizado para depósitos de combustível de maiores dimensões ou para acessórios necessários à carroçaria. Em alternativa, um veículo com uma distância entre eixos menor pode ser a opção ideal para a mesma tarefa, permitindo assim uma melhor manobrabilidade.

To MAN Image Database "IFAT 2016"