Camião 

Fiável e eficiente nos serviços municipais – a MAN Nutzfahrzeuge na feira IFAT ENTSORGA 2010 em Muni

Os municípios e os empresários precisam de veículos fiáveis e económicos para resolver as tarefas especiais de tratamento e eliminação de resíduos, limpeza urbana ou os serviços de Inverno: Na MAN encontram os veículos que procuram, adaptados especificamente aos requisitos do cliente. A novidade da feira é o chassis TGM de três eixos para carroçarias de recolha de resíduos.

Na IFAT ENTSORGA 2010, a mais importante feira mundial nos sectores: água, águas residuais, resíduos e gestão de matérias-primas que se realiza de 13 a 17 de Setembro, em Munique, a MAN Nutzfahrzeuge apresenta um leque alargado de soluções de veículos orientadas para a prática. Para realizar uma multiplicidade de tarefas, tais como a recolha de resíduos, limpeza urbana, serviços de Inverno, limpeza de condutas, bem como para a indústria da reciclagem, a MAN oferece uma gama abrangente de veículos comerciais das 7,49 às 41 toneladas de peso bruto admissível como base fiável e económica para as carroçarias adaptadas especificamente ao utilizador. Cinco camiões demonstram a competência tecnológica e do sector, no stand MAN da feira IFAT ENTSORGA 2010. Na feira, a MAN exibe, pela primeira vez, o chassis TGM de três eixos com um peso bruto admissível de 26 toneladas. Graças ao seu eixo de arraste direccional, é um veículo muito manobrável e adequa-se o melhor possível às rotas de recolha de resíduos em zonas residenciais com uma construção densa. Simultaneamente, sob o seu lema "consequentemente eficiente", a MAN aproveita esta feira para apresentar os protótipos com o sistema hidrostático regenerativo da Bosch Rexroth. Os efeitos positivos do sistema são a diminuição do consumo de combustível, das emissões de CO2 e da exposição aos gases de escape no tráfego "pára-arranca", que o esvaziamento dos contentores de resíduos sólidos urbanos implica.

As quatro séries MAN TGL, TGM, TGS e TGX oferecem um um vasto leque de veículos adequados para as mais diferentes tarefas. Juntam-se ainda as duas séries CLA e TGS WW, que se direccionam sobretudo às condições operacionais dos mercados fora da Europa. Os motores disponíveis começam nas potências de 110 KW (150 CV) e vão até 500 kW (680 CV). Quando se circula nos centros das cidades, ser amigo do ambiente é um trunfo. Por isso, os motores MAN não só cumprem os valores limite das emissões de gases de escape actualmente aplicáveis à Euro 5 mas também podem ser encomendados em conformidade com o padrão EEV (Enhanced Environmentally Friendly Vehicle), ainda mais exigente.

A gama de veículos municipais da MAN

Os veículos MAN resolvem as tarefas de transporte no ciclo dos materiais recicláveis com elevada fiabilidade e flexibilidade. A MAN Nutzfahrzeuge tem o chassis adequado para qualquer finalidade de aplicação e tipo de carroçaria. As tomadas de força fornecem a potência para o accionamento de bombas hidráulicas, bombas de limpeza a alta pressão ou bombas de vácuo. As conversões especiais específicas de cada sector são coordenadas pelo MAN Modification Competence Center.

MAN TGL – Entrada na geração Trucknology®

Muitas versões diferentes do MAN TGL de dois eixos com tracção de veículo de estrada entre as 7,49 e as 12 toneladas saem da linha de produção. Um aspecto positivo no que diz respeito à segurança é a possibilidade de equipar esta série com ESP (Programa electrónico de estabilidade), que actualmente ainda não é uma evidência nesta classe de veículos! A gama de motores inclui potentes motores de 4 e 6 cilindros com recirculação dos gases de escape e injecção Common Rail entre 110 kW (150 CV) e 184 kW (250 CV). Conforme as exigências do mercado, estão disponíveis motores em todas as classes de potência que cumprem opcionalmente a Euro 4, Euro 5 ou a EEV, a norma de emissões poluentes actualmente mais exigente e isto sem adição de nenhum aditivo, como por exemplo o AdBlue®. Isto nota-se de forma positiva nos veículos municipais uma vez que existe mais espaço livre para montagem de equipamento no chassis e uma maior carga útil, por não ser necessário montar nenhum depósito adicional. Além disso, aumenta a segurança operacional, pois o motorista só precisa de abastecer o veículo com diesel. A caixa de velocidades automática TipMatic® facilita o trabalho ao motorista, que já não precisa de se preocupar com a mudança de velocidades e pode concentrar-se completamente na condução e no seu trabalho.

O "pequeno" da MAN revela-se grande quando se trata das muitas opções que existem nas distâncias entre eixos e cabinas. As cabinas incluem também a cabina dupla mais espaçosa desta classe, com espaço para até sete pessoas. O seu banco de quatro lugares é composto por uma área de assento, encostos traseiros individuais com apoio de cabeça e cintos de segurança automáticos de três pontos. As cabinas duplas são todas em aço e totalmente galvanizadas. O fabrico e acabamento interior são efectuados juntamente com outros modelos de cabinas na fábrica de Steyr.

Assim o MAN TGL é excelentemente adequado para funcionar como báscula trilateral, veículo com sistema roll on/off, vassoura mecânica, plataforma elevatória, veículo de recolha de resíduos ou de limpeza de condutas, para dar apenas alguns exemplos da grande diversidade de utilizações possíveis.

MAN TGM – a base fiável para muitas tarefas

A série MAN TGM começa nas 12 toneladas de peso bruto admissível e vai até às 18 toneladas, como veículo de dois eixos, e até às 26 toneladas, como veículo de três eixos. Com a versão de tracção total, os serviços municipais obtêm um veículo prático para ser utilizado durante todo o ano. Na série TGM, a motorização começa nos 184 kW (250 CV). A lista é completada por motores de 213 kW (290 CV) e 250 kW (340 CV). Esses motores modernos de seis cilindros com injecção Common Rail também cumprem as normas de emissões poluentes Euro 4 e Euro 5, assim como a EEV, a norma mais exigente, sem ter de ser utilizado nenhum aditivo para a limpeza dos gases de escape. Há cabinas em quatro tamanhos - C, L, LX e a cabina dupla de quatro portas e todas entusiasmam os seus ocupantes pela entrada confortável, a economia de espaço e a facilidade de utilização. Na série média MAN também está disponível o programa de estabilização electrónica ESP e a caixa de velocidades automática MAN TipMatic®.

Uma especialidade na gama dos veículos de tracção total é do TGM com 13 a 15 toneladas de peso bruto admissível: a MAN é o único fabricante que oferece uma suspensão pneumática de série no eixo traseiro, nesta classe de peso. Esta suspensão protege ao máximo a carga contra vibrações. O controlo electrónico assegura que o nível de condução se mantenha constante. Isto melhora a estabilidade e a segurança de condução. Os movimentos de torção da carroçaria são compensados de forma mais sensível e mais rapidamente. No serviço de limpeza de neve há ainda mais um argumento a favor: independentemente do estado de carga do dispersor aplicado, a plataforma de carga e o prato do dispersor mantêm-se sempre à mesma altura. Uma vez regulado o padrão de dispersão, não precisa de ser reajustado durante toda a rota. Sendo utilizados durante todo o ano, os equipamentos na plataforma de carga podem ter de ser mudados, tal como é necessário nos serviços municipais. Graças à suspensão pneumática isto é rápido e fácil de resolver. O veículo pode ser rebaixado nove centímetros ou elevado 13 centímetros, bastando premir um botão que actua na ventilação dos foles da suspensão do eixo traseiro.

Uma versão muito compacta com tracção total é oferecida pela MAN com uma distância entre eixos de 3.050 milímetros. Os condutores enfrentam uma série de desafios, sobretudo durante a limpeza de neve em ruas estreitas e muitas vezes cheias de veículos estacionados. Nesses locais são necessários veículos ágeis, fáceis de manobrar. O condutor tem todos os comandos para o sistema hidráulico do serviço de Inverno, facilmente acessíveis ao lado do volante no painel de instrumentos.

Varrer bem com o MAN TGM

As vassouras mecânicas são um tipo de veículo tecnicamente muito exigente. Por um lado, é exigida uma velocidade de condução normal dos camiões, nos trajectos entre os lugares onde efectuam os serviços. Por outro lado, as vassouras mecânicas, quando em trabalho, movimentam-se a uma velocidade muito reduzida de < 2 km/h. Simultaneamente cada vez mais utilizadores exigem um sistema hidráulico propulsionado pelo motor do veículo, para accionar os seus sistemas de vassouras e de aspiração. Deste modo evitam a montagem de um motor separado, que produz ruídos e gases de escape e limita a carga útil do veículo. Sob o ponto de vista técnico, os fabricantes de carroçarias resolvem esta questão ao utilizarem a tomada de forma instalada do lado do motor ou ao instalar uma bomba hidráulica na cadeia cinemática.

Os chassis de todas as séries MAN podem ser utilizados para realizar carroçarias de vassouras mecânicas com diferentes dimensões. Para o maior segmento de mercado, a vassoura mecânica de dois eixos com um recipiente de material varrido de seis metros cúbicos, a MAN oferece o TGM com cabina C e um peso bruto admissível de 15,5 toneladas. Para esta tarefa é recomendável uma suspensão pneumática no eixo traseiro. Mantém o mesmo nível de condução em qualquer estado de carga e diminui assim o desgaste das vassouras. Na escolha da disposição do volante, os clientes de países com tráfego à direita preferem a versão do volante à direita, para oferecer ao condutor a melhor visão dos passeios. O vidro lateral que se estende muito abaixo na porta, assim como os espelhos de grandes dimensões ajudam-no a realizar o seu trabalho.

Dado que as vassouras mecânicas requerem muito espaço no chassis e entre os eixos para o rolo-escova, as vassouras circulares e o sistema de aspiração, existe uma versão do MAN TGM com os pneus maiores, de 22,5 polegadas. O MAN Modification Competence Center coordena as alterações no chassis quando é preparado para a carroçaria da vassoura mecânica. Regra geral, isto abrange a deslocação da aspiração do ar, da caixa da bateria e do sistema de escape num suporte de agregados, que fica situado directamente atrás da cabina. A pedido, o depósito do diesel em alumínio com uma capacidade de 200 litros pode ficar alojado na traseira do veículo entre as longarinas do chassis. Os deflectores de ar situam-se por baixo do radiador e do motor e evitam o levantamento de pó quando se liga a ventilação do radiador.

Recolher resíduos com o MAN TGM de três eixos

Na feira IFAT ENTSORGA 2010, a MAN Nutzfahrzeuge apresenta pela primeira vez o TGM na versão de três eixos, como base para um veículo de recolha de resíduos. Um TGM 26.290 6x2-4 BL estará em exposição no stand MAN. Uma equipa de ocupação de três pessoas encontra um espaço amplo na cabina L, que possui um banco central optimizado em conforto e espaço para arrumação do equipamento pessoal de protecção da equipa. A manobrabilidade nas ruas apertadas é garantida pelo 3º eixo direccional deste veículo de 26 toneladas. Para aliviar o motorista do trabalho frequente de mudança de velocidades entre os pontos de recolha, está disponível a caixa de velocidades automática MAN TipMatic®. O elemento de comando montado no apoio de braços do banco de condutor mostra bem que o equipamento dos veículos MAN está adaptado a este sector. O condutor usa esse comando para mudar entre as posições da caixa de velocidades "drive" e "neutral" e ligar a tomada de força para o sistema hidráulico da carroçaria. Graças aos três assentos da cabina C, podem trabalhar também dois colaboradores na recolha dos contentores RSU.

Na feira IFAT ENTSORGA 2010, a MAN Nutzfahrzeuge mostra como protótipos um chassis TGM 26.290 6x2-4 BL de três eixos. Este veículo está equipado com um sistema de travagem hidrostático regenerativo (HRB) da Bosch Rexroth para a recuperação da energia de travagem. Os veículos de recolha de resíduos adequam-se excelentemente à montagem deste sistema, uma vez que travam frequentemente na recolha dos resíduos e consequentemente voltam a arrancar, em trajectos muito curtos. A recuperação da energia de travagem através do sistema HRB espera-se um aumento da eficiência de cerca de 25 por cento nos veículos de recolha de resíduos. Os efeitos positivos são a poupança no consumo de combustível, diminuição das emissões de CO2 e de gases de escape, redução do desgaste dos travões e da poluição por partículas finas, em zonas residenciais.

A energia cinética normalmente perdida como calor durante a travagem é neste caso transformada em e acumulada como energia hidráulica. Essa energia guardada é utilizada para propulsionar o veículo quando volta a acelerar. O componente central do sistema é uma unidade hidráulica de pistão axial, que é integrada no sistema de accionamento mecânico do veículo MAN. Sempre que o veículo trava, a unidade actua como uma bomba e carrega o acumulador hidráulico de bexiga com óleo hidráulico. Esse acumulador de pressão fica localizado entre a cabina e a carroçaria. Durante a aceleração este processo é invertido: há um refluxo do óleo pressurizado que sai do acumulador e volta à unidade de pistão axial. Esta é accionada pelo fluxo do óleo e age como um motor, transferindo a sua energia para o sistema de accionamento mecânico do veículo. Um comando electrónico garante a coordenação dos fluxos de energia entre o veículo e o sistema hidrostático regenerativo. A MAN tenciona tornar este sistema disponível no decorrer do ano 2011, em colaboração com a Bosch Rexroth e diversos fabricantes de carroçarias.

MAN TGS – testado e comprovado nas cargas pesadas

Desde a sua estreia há três anos, a série MAN TGS disponível com dois, três e quatro eixos desenvolveu-se, tornando-se uma constante nos serviços municipais e na recolha de resíduos. Básculas trilaterais, veículos com sistemas roll on/off, vassouras mecânicas, aspiradores de lama veículos de limpeza de condutas e de recolha de resíduos fazem parte das versões específicas do sector. A série TGS oferece uma ampla diversidade de configurações de eixos com eixo de avanço e eixo de arraste, opções de suspensões e a escolha entre a tracção total temporária e permanente. O equipamento standard para a série que vai desde as 18 às 41 toneladas é a cabina M de três assentos opcional. Existe ainda a opção das cabinas espaçosas L ou LX. Os motores modernos de seis cilindros em linha com injecção Common Rail cobrem uma gama de potências de 235 kW (320 CV) a 397 kW (540 CV). Conforme as exigências do mercado, cumprem a norma Euro 4, Euro 5 ou o padrão de emissões poluentes EEV, ainda mais exigente.

Nos veículos de tracção total e opcionalmente nos veículos com dois eixos motrizes, como por exemplo os veículos utilizados para a manutenção da limpeza de ruas e no serviço de Inverno, a caixa de velocidades automática MAN TipMatic® vem equipada com o software de todo-o-terreno "offroad". Para optimizar a propulsão na areia, na lama ou em subidas, a caixa de velocidades está programada de modo a efectuar apenas as mudanças de velocidades a rotações mais elevadas e de manter os processos de mudança de velocidades extremamente curtos, de modo a não se notar nenhuma interrupção da força de tracção.

Para veículos com um elevado centro de gravidade da carroçaria ou de carga recomenda-se se o veículo seja equipado com o Sistema Electrónico de Controlo Contínuo do Amortecimento para cargas elevadas em combinação com o Continuous Damping Control (CDC). Este sistema diminui a inclinação lateral e a ocorrência de movimentos de guinadas e torções. Isto resulta numa maior segurança nas viagens com curvas, nas mudanças rápidas de faixa de rodagem ou em manobras com travagens bruscas.

Para a aplicação do MAN TGS no serviço de Inverno, a MAN Nutzfahrzeuge oferece de fábrica a preparação necessária. No exterior, o veículo está equipado com uma placa de montagem de equipamento normalizada, ao lado, as ligações hidráulicas fáceis de usar e as unidades de luzes e pisca-piscas adicionais, que foram colocados numa posição mais elevada. No interior da cabina, o motorista encontra os comandos para controlar os equipamentos dianteiros, como por exemplo, o limpa-neve. Os comandos são fáceis de aceder, no painel de instrumentos, ao lado do volante ou no apoio de braços. O sistema hidráulico para o serviço de Inverno pode também ser montado de fábrica.

O MAN TGS no serviço de recolha de resíduos

Os veículos de recolha de resíduos colocam exigências especiais à tecnologia automóvel e à construção de chassis. Na série TGS, a MAN Nutzfahrzeuge oferece chassis de dois, três e quatro eixos, que correspondem exactamente a essas exigências e garantem assim uma solução eficiente para esta tarefa de transporte. No decorrer da viagem de recolha, nos veículos com carregador traseiro, frontal e lateral, o peso do veículo e a distribuição da carga na carroçaria alteram-se constantemente. O sistema de esvaziamento na traseira do veículo e a compressão dos resíduos carregados resultam numa elevada carga acima e atrás do eixo traseiro. Além disso, os operadores e motoristas esperam uma versão muito manobrável dos veículos de recolha de resíduos, uma vez que muitas vezes têm de fazer manobras em condições de espaço muito limitadas para chegarem aos contentores de RSU ou para se movimentarem em ruas residenciais apertadas e cheias de veículos estacionados. A solução técnica está num eixo de arraste direccional que tem uma elevada capacidade de carga. Tendo o mesmo comprimento da carroçaria, o veículo de três eixos é assim mais manobrável do que um veículo de dois eixos, contudo oferece uma maior carga útil e espaço para carroçarias com contentores de 17 até cerca de 30 m³ de volume. Enquanto único fabricante neste segmento de mercado, a MAN está em condições de montar de origem, um eixo de arraste direccional com uma capacidade de carga de 9 toneladas. Isto contribui para uma melhor distribuição de peso nos veículos com uma elevada carga na traseira, que se deve ao design da carroçaria.

O perfil de condução duma viagem de recolha distingue-se completamente de outros campos de aplicação para os veículos comerciais. Normalmente, entre os locais de carga distanciam-se em apenas alguns metros. Permanentemente o motorista tem de arrancar, mudar a velocidade, travar e parar. Simultaneamente é necessário ligar e desligar de cada vez o sistema hidráulico para o esvaziamento e a compressão dos resíduos. A MAN oferece os chassis para veículos de recolha de resíduos com algumas características técnicas que facilitam significativamente o trabalho ao motorista: é possível activar todas as funções de forma muito simples com a caixa automática MAN TipMatic® combinada com um comando fixo no apoio de braços do banco do motorista. Premindo um botão de controlo, o motorista altera as posições da caixa de velocidades entre "drive" e "neutral". Na posição neutra, o sistema hidráulico da carroçaria é colocado em funcionamento. Um interruptor basculante no painel de comando activa o travão automático de paragem. Durante a carga o condutor não precisa de manter o pé no travão. Se o veículo rolar até ao local de carga, trava automaticamente de forma suave até parar, quando a velocidade é inferior a 2 km/h e mantém a pressão de travagem constante. Se o condutor activar o pedal do acelerador para arrancar depois de terminar o ciclo de carga, o travão desactiva-se automaticamente.

O MAN TGS WW – o novo camião de topo para as mais duras aplicações em regiões fora da Europa

Na Primavera de 2010, a MAN apresentou o TGS WW, o sucessor da série de sucesso TGA WorldWide. Este camião orienta-se para as necessidades dos clientes nos mercados fora da Europa. O TGS WW foi concebido para a aplicação em estradas em más condições e em condições climatéricas extremas. A sua área de aplicação situa-se sobretudo na África, Rússia, o Médio e Extremo Oriente. Os motores com uma potência de 257 kW (350 CV) – e a partir do Outono, de 2010 com 265 kW (360 CV) - até 353 kW (480 CV) do TGS WW cumprem a Euro 2 e Euro 3, conforme exigido pelas normas locais e podem ser aplicados em regiões com qualidade de combustível qualitativamente oscilante. A introdução dos motores que cumprem a Euro 4 para o ano de 2011, está em preparação para o MAN TGS WW. Os veículos de dois a quatro eixos cobrem a gama de pesos das 18 às 41 toneladas. Enquanto veículo municipal, o TGS WW entusiasma com as mesmas características da série MAN TGS.

MAN CLA – a base robusta para os mercados da África e Ásia

Com a série MAN CLA, a MAN Nutzfahrzeuge direcciona-se para os mercados da Ásia e África. Em destaque estão os chassis que permitem cargas especialmente elevadas de dois e três eixos para as aplicações versáteis. Nas aplicações municipais, o MAN CLA é oferecido por exemplo como veículo de recolha de resíduos. O MAN CLA baseia-se nos componentes fiáveis de algumas séries MAN comprovadas. Com os seus chassis robustos, motores económicos, bem como os pneus de 20 e 22,5 polegadas adaptados às más condições da estrada, este veículo cobre a classe de veículos das 15 às 26 toneladas. As cabinas na versão "DAT" e "slipes" provêm da conhecida série MAN LE e oferecem ao condutor um local de trabalho um design ergonómico com banco pneumático. Da MAN são também os motores D08 com eixos planetários. Conforme a exigência do mercado, a oferta de motores vai de 162 kW (220 CV) aos 206 kW (280 CV) que cumprem a Euro 2 e Euro 3. O fabrico do MAN CLA é efectuado numa das mais modernas fábricas de veículos comerciais da Índia, em Pithampur, onde a empresa comum, a MAN FORCE TRUCKS Private Limited implementou os padrões MAN de alta qualidade tecnológica de forma consequente.

MAN HydroDrive® – a solução eficiente para se obter mais tracção

A MAN Nutzfahrzeuge foi o primeiro fabricante de camiões a nível mundial a colocar no mercado a tracção hidráulica temporária do eixo dianteiro e já equipou, com sucesso, mais de 5.500 veículos com este sistema. Trata-se de um complemento inteligente à oferta da tracção total clássica nas séries MAN TGS e TGX: O MAN HydroDrive® garante mais tracção e segurança quando se circula em estradas não pavimentadas, em subidas e em pisos escorregadios tanto na marcha em frente como na marcha-atrás. Nas descidas da montanha com HydroDrive® ligado, o travão contínuo actua também sobre o eixo dianteiro e estabiliza assim o veículo. É possível activar confortavelmente o MAN HydroDrive® mesmo durante a viagem e sob carga através de botão rotativo: Deste modo o motorista pode dominar as subidas de forma segura, sem parar. O sistema é composto por uma bomba hidráulica flageada na caixa de velocidades e motores nos cubos das rodas dianteiras. Este sistema mantém-se activo até uma velocidade máxima de 28 km/h. Acima dessa velocidade, desliga-se automaticamente. Se a velocidade voltar a baixar, o sistema volta a ligar-se automaticamente. Comparado com um camião com tracção traseira convencional, o aumento de peso de um veículo com HydroDrive® é reduzido, comparado com a tracção total clássica pesa menos várias centenas de quilos. Deste modo, os veículos HydroDrive ® podem transportar mais carga útil. A altura mantém-se inalterada o que significa: um acesso confortável tal como num chassis de veículo de estrada, altura reduzida do bordo superior do chassis e também uma altura total reduzida, um centro de gravidade baixo e assim uma estabilidade de condução óptima. Mesmo o diâmetro de viragem não se altera nos veículos MAN HydroDrive® comparado com os veículos equivalentes de tracção traseira. É frequente vermos o MAN TGS com HydroDrive ®, principalmente como veículo com sistema roll on/off porque depois de se deposistar o contentor intermutável, o eixo motriz fica apenas com uma carga mínima e perde assim a sua capacidade de tracção. Nestes casos, o MAN HydroDrive ® em combinação com um eixo de arraste direccional faz realmente a diferença a nível de manobrabilidade, peso e tracção.

Veículos municipais da MAN à medida das exigências específicas dos clientes

A transformação de um veículo MAN num veículo municipal realizada por um fabricante de carroçarias requer por vezes algumas modificações prévias no chassis, na cabina ou na cadeia cinemática, assim como no sistema electrónico, para o veículo corresponder aos desejos específicos do sector do cliente; exactamente a tarefa certa para o MAN Modification Competence Center (MCC). A gama de serviços dos especialistas do MCC inclui o aconselhamento individual até à segurança de qualidade segundo as elevadas especificações de qualidade da MAN. Isto abrange não só medidas específicas individuais, mas sim o veículo completo. Neste caso, a experiência da MAN enquanto fabricante de veículos é utilizada para coordenar as alterações desejadas. Com estes serviços abrangentes, a MAN assegura que seja encontrada uma solução tecnicamente perfeita e económica para os desejos individuais dos clientes.

O portfólio de produtos abrange, entre outros, alterações de distâncias entre eixos, encurtamentos ou prolongamentos de chassis. Os trabalhos específicos dos sectores são, por exemplo, a montagem de um sistema hidráulico para serviços municipais ou a deslocação de peças de montagem no chassis para a montagem de vassouras mecânicas. São oferecidos serviços abrangentes a nível de trabalhos de carroçaria de cabinas a fim de se ir ao encontro das necessidades municipais. Por exemplo, ceifar bermas, escavar de valas ou limpar túneis são tarefas realizadas com um maquinista a controlar o equipamento de trabalho a partir do lugar do acompanhante da cabina. O vidro generoso lateral, da parede traseira e do tecto da cabina MAN LX permite a melhor visão para a área de trabalho, a partir do banco do acompanhante rotativo.

O prolongamento da cabina C nas séries MAN TGL e TGM oferece mais 27 centímetros de espaço para a cabina. Um item do equipamento das cabinas L e LX mais longas nas séries TGL, TGM e TGS, bem como a XL na série TGX, que tem uma maior procura, é a montagem de um banco para quatro pessoas atrás dos bancos do motorista e do acompanhante. Por baixo do assento rebatível encontra-se um compartimento para arrumação generoso. As portas de correr do lado do motorista ou do acompanhante tiveram grande aceitação especialmente para trabalhos em túneis e ruelas apertadas. Todas as cabinas dos MAN TGS podem ser convertidas para serem montadas portas de correr.