Camião 

GLT adquire 10 tractores MAN TGX EfficientLine para as suas operações de tráfego com Marrocos.

O transporte de e para Marrocos não tem segredos para a GLT, uma transportadora familiar com sede em Oiartzun (Guipúscoa, Espanha) com mais de 20 anos de experiência neste tipo de operações de tráfego.

A GLT transporta componentes de automóveis para os principais fabricantes do sector desde Tânger, Casablanca e outros pontos de Marrocos até fábricas situadas em toda a Europa.

Mikel Orbea, gerente da GLT, explica que a frota da empresa é constituída por 250 reboques, todos megatrailer blindados, e por um total de 51 tractores MAN no lado europeu, complementados por 15 de outra marca em Marrocos. O motivo pelo qual a GLT confia na MAN como único fornecedor de camiões na Europa é “a flexibilidade e o consumo. Realizamos 11.000 travessias anuais do Estreito, o que nos torna na empresa ‘número 1’ neste segmento, e o nosso currículo está imaculado em matéria de segurança. Dispomos do certificado OEA há três anos, tanto na Europa como em África, da ISO 9001 desde 1999 e estamos ‘Categorisé’ em Marrocos, não tendo sofrido qualquer acidente ao cruzar o Estreito em todos estes anos de trabalho”.

O quadro de pessoal da GLT é composto por 180 pessoas, entre as quais a percentagem de mulheres está a aumentar. Orbea refere que “os departamentos de tráfego e administração são constituídos quase na totalidade por mulheres, embora estas comecem também a assumir funções ao volante. Já serão mais de 10% do total de condutores (mais de 100 no total). São muito cuidadosas e fiáveis, sensatas ao volante e, por vezes, viajam com o companheiro, o que permite alternar a condução. É uma fórmula que está a funcionar muito bem”.

A central de Oiarztun, que conta com 600 metros quadrados só em escritórios, é complementada por uma base de apoio em Bragança (Portugal) e respectivas instalações de armazenagem e oficina em Algeciras (5.500 metros quadrados) e Tânger (12.000). É em Portugal que se realiza a manutenção integral dos veículos MAN (embora existam 16 mecânicos de apoio em Marrocos) e onde a GLT adquiriu recentemente 10 tractores TGX 18.480 EfficientLine, entregues entre Fevereiro e Março, resultado da confiança da empresa na marca.

Os últimos tractores adquiridos pela GLT são de 480 CV, algo que Orbea explica em termos de eficiência: “Demo-nos conta que, aumentando ligeiramente a potência, reduzíamos os consumos. Além disso, temos a velocidade limitada a 83 km/h. Estes veículos percorrem cerca de 22.500 km por mês”, conclui o gerente da GLT.

“Temos um profundo conhecimento do mercado após duas décadas de implantação. Isso, aliado à segurança e à informação contínua ao cliente, em qualquer momento e a qualquer hora, é o que nos permite estar numa posição de referência no segmento”, comenta Orbea. Para isso, “necessitamos de ferramentas fiáveis, algo que os camiões MAN já demonstraram ser. Oferecem-nos a garantia de assistência em qualquer ponto da Europa e, desde que trabalhamos com eles, há já nove anos, só temos obtido vantagens e eficiência. Além disso, partilhamos o gosto pelo contacto directo, e isso traduz-se numa melhor relação. A MAN funciona como um relógio no que respeita à assistência em caso de incidente, sempre com soluções imediatas, porque não podemos parar”.