Camião 

MAN lança a mais recente tecnologia no certame Interschutz 2015

A MAN apresenta uma ampla gama de modelos de veículos de combate a incêndios no stand B46 salão 27 de 8 a 13 de Junho

Com as séries TGL, TGM e TGS, a MAN oferece uma ampla gama de veículos nas categorias de peso entre 7,49 e 44 toneladas para os mais variados tipos de operações enfrentadas pelos corpos de bombeiros e serviços de salvamento. A MAN irá apresentar diversas inovações técnicas no certame Interschutz 2015, no salão 27, bem como uma vasta gama de opções para as normas de emissões Euro 5 e Euro 6. Isto deve-se ao facto de nem todos os países europeus terem tornado obrigatória a norma de emissões Euro 6. A norma é exigida a veículos de mercadorias desde 2014. Consequentemente, em alguns países, entre os quais, Alemanha, Áustria e Grã-Bretanha, os veículos com motores Euro 5 continuam a poder obter aprovação durante um período de transição prolongado, podendo oferecer, assim, benefícios técnicos aos corpos de bombeiros, tais como sistemas de controlo de emissão de gases mais leves e menos volumosos. O TGL e o TGM da MAN também não necessitam de aditivo AdBlue para controlo de emissões na versão Euro 5. Isto facilita o desempenho, tem vantagens em termos de peso e permite ainda ao fabricante de carroçarias ter mais espaço para o equipamento e para a tripulação.

Para apresentar esta gama, a MAN irá exibir a versão Euro 5 do camião-tanque MLF de combate a incêndios da gama MAN TGL de médio porte e um camião cisterna TLF 4000 de combate a incêndios da gama MAN TGM. A optimização do peso do chassi significa que o MLF pode obter licença para 7,49 toneladas. Deste modo, este veículo pode ser conduzido por titulares da carta de condução da antiga categoria alemã 3 e da chamada “Carta de condução de veículos de bombeiros”, que foi introduzida em alguns estados alemães. O TLF 4000 foi concebido para ser utilizado em estrada e todo-o-terreno. A cabine maior L da série MAN TGM oferece espaço de arrumação atrás dos bancos para equipamento e vestuário de protecção.

O HLF 10 e o HLF 20, dois veículos de combate a incêndios e de salvamento com uma cabine para tripulação num chassi MAN TGM, estão a ser utilizados para expor a versão Euro 6 no stand da MAN. A configuração do silenciador de escape, admissão de ar e depósito de AdBlue é economizadora de espaço e adaptada aos requisitos do sector. Isto também permite aos fabricantes de carroçarias continuar a implementar as carroçarias e os acessos de degrau à cabine da tripulação rebaixados.

Será exposto no stand um MAN TGS da versão Euro 5, como exemplar dos mercados fora da Europa onde a MAN está bem posicionada enquanto fornecedor de veículos de serviços de emergência. Os veículos especiais MAN TGS destinam-se aos aeroportos no mercado chinês. Podem ser encontrados outros veículos MAN com diferentes fabricantes de carroçarias no local de exibição.

A integração da caixa de velocidades automática de conversor binário, fornecida pela Allison, no chassi dos veículos de serviço de emergência TGM e TGS irá estrear-se na Interschutz. Está disponível para o MAN TGM na versão Euro 6 e nas séries TGS em todos os níveis de controlo de emissões. Com o programa de mudança de velocidades específico do sector, a MAN oferece uma alternativa adicional para veículos de serviços de emergência para a caixa de velocidades manual e para a caixa de velocidades automática MAN TipMatic, de eficácia comprovada e testada.

Outra novidade: Programa ESP disponível para veículos de serviços de emergência de dois eixos no design Euro 6 com tracção integral. A legislação só requer o ESP para chassi de estrada. Com o compromisso de também oferecer o programa ESP no design de tracção integral nas séries TGM e TGS, a MAN está a aumentar a segurança na resposta às chamadas de emergência.

O grande foco da MAN no sector é também evidente na gama das cabines. Independentemente do tipo de veículo, a MAN oferece a cabine certa para cada tamanho, de três a nove trabalhadores de emergência. As cabines cumprem os regulamentos europeus para a protecção dos ocupantes (ECE-R29). A cabine padrão do condutor tem espaço para três pessoas e a cabine da tripulação, com uma estrutura em aço produzida na mesma linha de produção na MAN, tem espaço para até sete trabalhadores de serviços de emergência. Na extremidade superior, a cabine da tripulação com um máximo de nove lugares completa a oferta. Para tal, existe um design em que podem ser instalados quatro aparelhos respiratórios na parte da frente do veículo. A cabine da tripulação pode ser visitada no stand da MAN no exemplar HLF 10 em conjunto com o chassi Euro 6.

As normas definidas pelos chassis da MAN relativamente a fiabilidade, segurança, carroçaria e conforto de condução são demonstradas, por exemplo, pelo sucesso no importante mercado alemão. “O nosso desempenho é particularmente forte em termos de chassi para carroçarias de bombeiros e ocupa agora a posição de líder do mercado pelo terceiro ano consecutivo. Não pretendemos descansar sobre os louros e continuamos a desenvolver os nossos produtos" afirmou Martin Zaindl, gestor do stand de exposição, responsável pelas vendas municipais desde há cinco anos.