Camião 

Platooning no sector da logística: investigadores veem grande potencial em operações reais após testes realizados

Sucesso na conclusão do projeto piloto executado pela DB Schenker, MAN Truck & Bus e a Universidade Fresenius de Ciências Aplicadas

Os participantes do projeto de platooning apresentaram os resultados da pesquisa no evento final no Ministério Federal dos Transportes e Infraestrutura Digital (BMVI) em Berlim (ltr): Joachim Drees, MAN Truck & Bus, Alexander Doll, Deutsche Bahn, Dr. Tobias Miethaner, Ministério Federal dos Transportes e Infraestrutura Digital, Andy Kipping, DB Schenker, Prof. Dr. Sabine Hammer e Dr. Christian Haas, ambos da Hochschule Fresenius.

Operar camiões eletronicamente vinculados em autoestradas alemãs é seguro, tecnicamente confiável e facilmente aplicável na rotina de uma empresa de logística. Estes são os principais resultados do primeiro teste em contexto real do mundo, com camiões em operações logísticas reais, que os parceiros do projeto apresentaram em Berlim.

Como parte de um projeto de investigação patrocinado pelo Ministério Federal dos Transportes e Infraestrutura Digital (BMVI), motoristas profissionais conduziram dois veículos ligados eletronicamente, na Autobahn 9 entre as filiais de Nuremberg e Munique da empresa de logística DB Schenker, ao longo de sete meses. Tendo percorrido cerca de 35.000 quilómetros de teste, os motoristas que guiavam a uma distância de apenas 15 a 21 metros, elogiaram o conforto de condução e a sensação geral de segurança. O teste também demonstrou economia no consumo de combustível.

O Ministério Federal dos Transportes e Infraestrutura Digital (BMVI) contribuiu com o financiamento de aproximadamente 1,86 milhões de euros para o projeto de pesquisa. Os parceiros do projeto DB Schenker, MAN Truck & Bus e a Universidade Fresenius de Ciências Aplicadas, apresentaram os resultados no Ministério. De acordo com os parceiros do projecto, o uso de camiões ligados eletronicamente, poderia garantir uma utilização mais eficiente do espaço nas auto-estradas, menos congestionamento no trânsito e maior segurança rodoviária.

Andreas Scheuer, Ministro Federal dos Transportes e Infraestrutura Digital, disse: "A mobilidade do futuro será automatizada e conectada. É claro que isso também será aplicado na logística. Por isso, apoio totalmente a indústria, na incorporação de tecnologias." Queremos tornar os processos ainda mais seguros, eficientes e ecológicos, ao longo de toda a cadeia de valor, e os motoristas têm um papel fundamental a desempenhar. Num camião digital, eles serão os especialistas em logística moderna, o que abrirá novas perspectivas para a profissão, neste sector."

Doll acredita que este sistema pode significar 40% dos quilómetros operados por transporte terrestre

De acordo com a pesquisa da DB Schenker, o platooning pode ser usado extensivamente na rede logística. Alexander Doll, membro do Conselho de Administração para Finanças, Transporte de Carga e Logística da Deutsche Bahn AG, disse: "Analisámos a nossa rede de transporte europeia e é seguro dizer que cerca de 40% dos quilómetros percorridos poderiam ser realizados em camiões ligados eletronicamente". "No entanto, serão necessários ainda mais testes. Os clientes também irão beneficiar." Com o platooning podemos oferecer transportes ainda mais confiáveis."

O sistema de platooning instalado nos camiões MAN operou 98% do tempo. Intervenções ativas do motorista eram necessárias apenas uma vez a cada 2.000 quilómetros, o que é muito menos do que o esperado. Além disso, o projeto piloto demonstrou uma redução de 3% a 4% no consumo de combustível. "Conseguimos mostrar que este sistema tem o potencial de contribuir para a redução do consumo de combustível e das emissões de CO2. Em primeiro lugar, estamos satisfeitos que o sistema funcione de forma tão confiável e possa aumentar a segurança nas estradas. Assim, o platooning é um passo importante para nós no caminho da automação ", disse Joachim Drees, presidente do Conselho de Administração da MAN Truck & Bus SE.

Cientistas confirmam que os motoristas se sentem seguros

Os Cientistas da Universidade Fresenius de Ciências Aplicadas investigaram os efeitos psicossociais e neurofisiológicos nos motoristas. Tendo experimentado este sistema em contexto real, revelou-se uma mudança significativa na atitude anteriormente cética dos motoristas. "Um senso geral de segurança e confiança na tecnologia é ecoado na avaliação dos motoristas de situações específicas de direção. Nenhum deles foi descrito como incontrolável", disse a professora Sabine Hammer do Instituto de Ciência de Sistemas Complexos (Institut für komplexe Systemforschung)., IKS) na Universidade Fresenius de Ciências Aplicadas. "Devido aos tempos de resposta rápidos do sistema, os motoristas agora preferem uma distância de 10 a 15 metros", disse Hammer.

"As medidas do EEG não mostram diferenças significativas entre percursos de platooning e percursos normais, quando se trata do stresse neurofisiológico colocado sobre os motoristas, ou seja, em termos de concentração ou fadiga", disse o professor Christian Haas, diretor da IKS. Para uso internacional, os cientistas recomendam novas pesquisas com períodos mais longos no modo de platooning.

Os parceiros do projeto estão convencidos de que o potencial do platooning de camiões pode ainda sofrer novos desenvolvimentos no futuro, com o surgimento de novos modelos de negócio digitais em logistica.

Como funciona o platooning

O termo "platooning" refere-se a um sistema em que pelo menos dois camiões circulam juntos e coordenados, apoiados por assistência técnica e sistemas de controle, pois todos os veículos que circulam no pelotão estão ligados eletronicamente uns aos outros. O camião na frente define a velocidade e direção, enquanto os restantes o seguem.