Tecnologia & Competência

Programa electrónico de estabilidade (ESP)

Programa electrónico de estabilidade (ESP)
Variáveis no ESP

Sistema para controlo da estabilidade em movimento

Se o veículo estiver em risco de derrapar ou capotar, o motorista tem de se aperceber de uma situação de emergência com extrema rapidez e reagir de imediato para voltar a ter o veículo sob controlo. O ESP monitoriza permanentemente o estado dinâmico de movimento do veículo e intervém automaticamente na gestão do motor e no sistema de travagem em caso de perigo de derrapagem ou capotamento. Por essa razão, este sistema está em condições de avaliar a situação mais rapidamente do que mesmo motoristas experientes e de manter o veículo controlado no âmbito dos limites físicos. É possível reduzir drasticamente situações típicas de acidentes, tais como condução demasiado rápida em curva, piso escorregadio, travagens de emergência e guinadas, reduzindo assim o perigo de acidente.

Função e comando

O ESP engloba as duas funções principais DSP (programa dinâmico de estabilidade) e ROP (protecção anticapotamento). O DSP assegura a estabilização do veículo, sobretudo em caso de baixo coeficiente de atrito (por exemplo, em caso de humidade ou no gelo e neve). Por norma, este intervém apenas no caso de surgir uma diferença notável entre o sentido de marcha, pretendido pelo motorista, e a real movimentação do veículo. O sistema Roll Over Prevention (ROP) reduz o perigo de capotamento em caso de elevado coeficiente de atrito em piso seco.



Através do equipamento com ESP podem ser prevenidos 44 por cento de todos os acidentes individuais de camiões.

As seguintes variáveis são constantemente medidas e comparadas com a velocidade de cruzeiro momentânea:

  • Ângulo de viragem
  • Aceleração transversal
  • Velocidade de guinada (velocidade rotativa do veículo pelo eixo vertical)